Paripe.net

Alunos do Clériston Andrade estudam com guarda-chuva em Itacaranha

Imagem Responsiva
Imagem Responsiva


Alunos do Colégio Estadual Clériston Andrade estudam com guarda-chuva em Itacaranha
Foto: TV do Servidor Público

O Colégio Estadual Clériston Andrade, Itacaranha, no subúrbio, está degradado e representa a triste realidade de grande parte das Escolas Estaduais da região. Recentemente com o período das chuvas, as goteiras passaram a fazer parte do cotidiano da comunidade escolar.


A instituição de ensino há anos não passa por uma reforma, segundo os alunos, e além dos inúmeros problemas com a estrutura interna, os estudantes e comunidade tem de lhe dar ainda com a onda de assaltos que assolam a região em plena luz do dia. Segundo a Associação Comunitária Sara Kertsz, o Clériston é uma das maiores Escolas do subúrbio e se encontra em um estado lamentável, sem a menor atenção da Secretaria da Educação do Estado da Bahia.


Os estudantes do Clériston já haviam manifestado insatisfação com a situação, no dia 19 de Março, uma manifestação foi realizada nos arredores da Escola contra a falta de funcionários, falta de aulas, e contra a precária estrutura. Nenhuma resposta efetiva da SEC foi dada ainda, tanto é que os estudantes continuam abandonados, sob proteção apenas de um guarda-chuvas para se proteger das goteiras que divide espaço com os cadernos e livros na sala de aula.
Segundo dados do site da SEC, estão matriculados no Cleriston Andrade 1.910 estudantes, sendo 855 de ensino médio, 946 de ensino fundamental e 115 do ensino profissionalizante. (RedeAces)