Paripe.net

Codesal realiza simulação de evacuação no bairro Alto da Terezinha

Imagem Responsiva


Codesal realiza simulação de evacuação no bairro Alto da Terezinha
Foto: Arisson Marinho/CORREIO

Moradores da comunidade de Mamede, no bairro Alto da Terezinha, participaram ontem de um simulado de evacuação realizado pela Defesa Civil (Codesal). Ao som da sirene, homens, mulheres e crianças da localidade saíram de suas casas em direção a quatro pontos de encontro previamente combinados - locais seguros em uma situação de risco. Voluntários que foram capacitados pela Codesal e residem na comunidade também ajudaram na ação.


“Estamos realizando esse trabalho de simulação nas áreas que foram mais afetadas pelas chuvas do ano passado. Queremos envolver cada vez mais a comunidade para que eles estejam conscientes do que é um lugar de risco e de como devem agir para se proteger e assim evitar riscos de morte”, afirma o diretor-geral da Codesal, Alvaro da Silveira Filho.

A ação foi acompanhada pelo geólogo e pesquisador do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) do Estado de São Paulo, Agostinho Ogura. O IPT é cooperador técnico da prefeitura para elaborar o Programa Municipal de Redução de Riscos. “Salvador é a única cidade brasileira que está fazendo um trabalho proativo na gestão de risco com foco na prevenção e redução de riscos. Essa ação simula a situação de alerta máximo, que é quando há necessidade de evacuação”, afirma. Segundo Ogura, o IPT e a Universidade Federal da Bahia definiram o limiar crítico para acionar o alerta quando chove mais de 80 mm em 72 horas com previsão de precipitações mais fortes.

Após a evacuação, a população foi convidada a se dirigir para uma escola municipal nas proximidades, onde foram recebidos por profissionais de serviço social que prestam apoio, simulando uma situação real.


“A cidade já recebe os dados do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), que realiza monitoramento 24 horas por dia e emite alertas precoces de riscos potenciais associados às chuvas, como deslizamentos e alagamentos. Com os alertas e ações preventivas, o trabalho será sem dúvida mais efetivo”, concluiu.


A estudante Elisiane Santos, de 28 anos, é uma das moradoras da comunidade treinadas para atuar como voluntária da Codesal. “É importante que a gente saiba como atuar para evitar riscos e que cuidados devemos ter em dias de chuva”.


A dona de casa Andreia dos Santos, que também é voluntária da Codesal na comunidade,  ajudou as pessoas a deixarem suas casas ao toque da sirene. “Precisamos nos preparar para o que pode acontecer em tempo de chuva e fazer o possível para preservar as vidas. Quando chove aqui, ficamos com muito medo e sem saber o que fazer. Com o treinamento, a gente se sente mais preparado para enfrentar a situação”, disse Andreia.


Além da Codesal, também participaram do evento a Guarda Municipal, o Corpo de Bombeiros e outros órgãos municipais. A simulação de evacuação já aconteceu na Baixa do Fiscal e no bairro de Bom Juá.

Fonte: Correio24horas