Paripe.net

Corpo de segunda vítima é retirado de escombros na Cocisa

Imagem Responsiva


Corpo de segunda vítima é retirado de escombros na Cocisa
Foto: Reprodução / Ramon Ferraz/TV Bahia

O corpo do mototaxista Anderson Correia Carvalho, de 28  anos, que estava soterrado por toneladas de cimento há quase 40 horas em um dos silo de armazenamento da antiga Fábrica de Cimento, a Cocisa, localizada no bairro de Tubarão, em Salvador, foi retirado por volta de 0h30 deste sábado, 21.


Durante toda a madrugada, equipes do Corpo de Bombeiros, das polícias civil e militar, incluindo moradores do bairro trabalharam na operação. Para retirar o corpo de Anderson, foi necessário a utilização de uma escavadeira. 


Em avançado estado de decomposição, a vítima se encontrava a um metro de profundidade dos escombros de cimento. O cadáver seguiu para ser periciado no Instituto Médico Legal (IML).


Soterramento


Anderson Correia e o pintor Reginaldo Silva dos Santos, 39, foram soterrados no início da tarde da última quinta, 19, quando buscavam cimento no silo de armazenamento de produto, de aproximadamente 20 metros de altura, da antiga fábrica no Subúrbio Ferroviário de Salvador.


Quando eles retiravam o cimento, o material começou a ceder, soterrando os dois. O corpo de Reginaldo Silva foi resgatado no mesmo dia do acidente. Já Anderson Correia permaneceu soterrado, por causa do difícil acesso e da quantidade de cimento armazenado que poderia ceder, ainda mais, e colocar em risco a vidas dos profissionais envolvidos.

Fonte: A Tarde