Paripe.net

Escola em Coutos desenvolve projeto sobre cultura de paz

Imagem Responsiva
Imagem Responsiva


Escola em Coutos desenvolve projeto sobre cultura de paz
Foto: Ascom Educação

Com o objetivo de promover e incentivar a cultura de paz no ambiente escolar, os estudantes do Colégio Estadual Anfrísia Santiago, localizado no bairro de Coutos, no Subúrbio Ferroviário de Salvador, estão participando de um projeto interdisciplinar sobre o assunto. O projeto promove uma maior integração entre os estudantes e chama a atenção para temas como a violência e situações nas quais os jovens parecem como vítimas potenciais, que refletem o preconceito, a discriminação, a intolerância, a exclusão social e até mesmo a degradação ambiental.


Até o final no ano letivo, todas as sextas-feiras serão dedicadas ao projeto onde os estudantes participam de palestras, exibição de filmes, rodas de conversa e dinâmicas em grupo. A professora de Ciências e articuladora do projeto, Rozana Oliveira, afirma que o intuito é disseminar a cultura de paz, respeito e cooperação no ambiente escolar. “Um dos focos da iniciativa é o aprimoramento das competências sociais dos alunos e o desenvolvimento de relações interpessoais positivas através da implementação das habilidades sociais de civilidade, empatia, assertividade, autocontrole e resolução pacífica de problemas”, ressaltou a educadora.


Isabela Almeida de Souza Brito, 15 anos, que cursa o 8° e 9° ano Tempo Juvenil, diz que o projeto melhora ainda mais a convivência. “A partir de atividades como palestras e rodas de conversa, estamos interagindo mais com os colegas, dando nossa opinião e refletindo sobre o tema”, disse a estudante. Sua colega Ingride Trindade Sousa, 15, acredita que “a iniciativa torna a escola mais harmônica e isso irá refletir no desempenho de todos os estudantes, pois vão ficar mais comprometidos em participar das atividades ligadas ao projeto”, afirmou.


Cultura de Paz 


Este movimento foi iniciado, oficialmente, em 1999, pela Organização das Nações Unidas (Unesco) e empenha-se em prevenir situações que possam ameaçar a paz e a segurança. Um dos fundamentos do movimento é a educação aliada à conscientização e a prevenção. Segundo a Unesco, a cultura de Paz “está intrinsecamente relacionada à prevenção e à resolução não-violenta de conflitos” e está alicerçada nos princípios de tolerância, solidariedade, respeito à vida, aos direitos individuais e ao pluralismo”.