Paripe.net

Falta de equipamento impede resgate de 2º vítima de soterramento em fábrica

Imagem Responsiva
Imagem Responsiva


Falta de equipamento impede resgate de 2º vítima de soterramento em fábrica
Foto:

Ainda não recomeçaram os trabalhos para o resgate do corpo do mototaxista Anderson Correia Carvalho, 24 anos, soterrado na antiga fábrica de cimento Cocisa, em Paripe, Subúrbio Ferroviário de Salvador. Segundo a assessoria do Corpo de Bombeiros, equipes dos Bombeiros e da Defesa Civil estão no local desde as 6h30 da manhã desta sexta-feira (20), no entanto, ainda não havia chegado o maquinário necessário para o resgate.


Segundo o major do Corpo dos Bombeiros, Ramon Dieggo, ontem foi feita uma retirada manual do material, mas hoje quando a equipe chegou, mais material havia caído. Por essa razão, as equipes retomaram a retirada manual do material, do lado externo ao depósito, enquanto a máquina, que está vindo da Região Metropolitana, não chega.


A principal estratégia para o regate do corpo é o uso de um caminhão para fazer a sucção de todo o cimento, para depois fazer a retirada. A Defesa Civil de Salvador (Codesal) informou que foi constatado possibilidade de desabamento e que a estrutura precisará ser estabilizada para que as buscas sejam retomadas. Segunda a Tenente Vanessa, dos Bombeiros, o maquinário já foi solicitado para a Defesa Civil Estadual.


Corpo de Bombeiros suspendeu, por volta das 14h de quinta-feira (19), as buscas na antiga fábrica de cimento Cocisa. No fim da manhã de quinta-feira, um acidente provocou o soterramento de dois homens. Um deles, Reginaldo Silva dos Santos, 39, foi resgatado sem vida. O outro, Anderson Correia Carvalho, 24, segue soterrado.

Fonte: Correio24horas