Paripe.net

Governador autoriza R$ 8 milhões em contenção de encostas no bairro do Lobato

Imagem Responsiva
Imagem Responsiva


Governador autoriza R$ 8 milhões em contenção de encostas no bairro do Lobato
Foto: Manu Dias | GOVBA

O governador Rui Costa autorizou, na manhã desta segunda-feira(15), o início imediato das obras para contenção de encostas nas ruas São Gervásio, das Hortas e Padre Norberto, localizadas no bairro do Lobato.


Com um orçamento de R$8 milhões oriundos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2), o governador estima que mais de 2.400 famílias serão beneficiadas com as obras do bairro. O pacote do PAC 2 prevê um investimento de R$ 156 milhões para intervenções em 98 áreas de risco da capital baiana.


Para o autônomo, José Santos, 45, as obras de contenção podem ajudar a chamar atenção para a melhoria de outros problemas do lugar. “Há cinco anos o pessoal aqui do bairro luta por essas encostas. Agora também precisa asfaltar e levar saneamento”, reivindicou o morador. 


A doméstica Maria dos Santos, 48, que há três meses teve que abandonar sua casa, localizada na rua Adonias Ferreira, após as fortes chuvas que assolaram a cidade, espera que as obras de contenção beneficiem sua rua.  “Tenho esperança de poder voltar para casa com segurança, porque estou vivendo do aluguel social”, disse Maria.


O governador garantiu que as reformas não ficarão restritas às áreas com risco de deslizamento. “Dá para fazer a encosta e não recuperar o campo de futebol? Não dá. Por isso, o estado vai entrar com recursos para recuperar ruas, praças e campos de futebol”, afirmou o governador.


O Secretário de Desenvolvimento Urbano (Sedur), Carlos Martins, também esteve presente na assinatura da autorização. Segundo ele, 12 obras de contenção já foram realizadas pelo governo. O secretário ainda falou sobre a execução das obras do Lobato. “Serão usados 16 painéis em quatro áreas diferentes. Vamos utilizar o que que há de mais moderno na execução civil”, afirmou o secretário.


As intervenções abrangem 1,4 quilômetros de extensão em uma  área total de 11,4 mil metros quadrados. O conjunto de obras do Lobato também inclui o remanejamento de cerca de 60 famílias que hoje habitam em áreas de risco. O prazo de conclusão é de 12 meses.