Paripe.net

II Festival Odara de São Tomé de Paripe resiste em edição virtual



De 23 de novembro a 05 de dezembro acontece o II Festival Odara de São Tomé de Paripe. O evento é gratuito e virtual. A iniciativa é uma realização do Centro Cultural Mamulengo, vencedor do Prémio Juventude Negra e Participação Política, promovido pela CIPÓ – Comunicação Interativa em parceria com a Terre des Hommes Schweiz.

O tema desta edição é "A juventude preta pede passagem". Oficinas e lives com especialistas e coletivos do subúrbio falarão sobre o processo de negação de direitos e políticas públicas que promovem o genocídio gradual da juventude preta. Entre as atrações, uma Oficina de Pagode com o arte educador Ronald Castro e um bate-papo sobre Direito ao Lazer com A Dama do Pagode, refêrencia jovem e feminina da cena musical baiana. Também acontecerá uma oficina de produção de conteúdo para redes sociais com  um bate-papo sobre Direito à Liberdade de Expressão com a Rainha do Malê 2020 Carol Xavier e o comunicador Alvaro Oliveira. Ainda, lives com a poetisa Lory Mafoany e o GP Direito à Cidade/ UNEB.

A atração principal é um concurso virtual que objetiva o empoderamento estético, comportamental e intelectual de jovens, de 15 a 29 anos, residentes do bairro de São Tomé de Paripe, o último do subúrbio ferroviário de Salvador. O resultado será anunciado via Youtube com apresentações da rapper Udi, o Grupo de Capoeira Cultura Mística Luna e a idealizadora e produtora do Slam das Minas/BA, Negafya.

Durante a pandemia, desigualdades ficaram ainda mais evidentes deixando a nossa juventude ainda mais vulnerável:  falta de merenda, exposição à violência (sexual, física ou psicológica),  redução do transporte público e precariedade do mercado de trabalho. Na educação os impactos são imensuráveis: atraso da grade curricular, evasão escolar e interrupção de processos psicopedagógicos podem agravar o diagnóstico apresentado pelo Ideb - Índice de Desenvolvimento da Educação Básica, onde a Bahia ocupa o penúltimo lugar no ranking entre os alunos do Ensino Médio. O Festival Odara acontece para retomar a motivação e autoestima da juventude, mobilizar o pensamento e o corpo - em casa. 

Em 2019 o evento reuniu mais 500 na praça de São Tomé. Integrando as ações afirmativas do Dia da Consciência Negra, a programação foi idealizada e produzida para movimentar a sociabilidade, economia e enriquecimento cultural dos moradores de São Tomé De Paripe. Além de formações e rodas de conversa gratuitas com a presença de personalidades negras reconhecidas em Salvador, o Festival promoveu a primeira edição da Feira de Empreendedorismo Comunitário de São Tomé que reuniu empreendedoras de produtos e serviços locais com prioridade para a mulher negra. O destaque, como neste ano, foi a premiação do concurso para escolha de um menino e uma menina eleitos jovens Odara de São Tomé de Paripe.

O Centro

O Centro Cultural Mamulengo é um espaço comunitário sem fins lucrativos, de caráter sociocultural, localizado em São Tomé de Paripe, Salvador, Bahia. Fundado em 2007 pelo Mestre arte educador social Elias Bonfim, tem como objetivo promover – gratuitamente- atividades culturais e educativas que contribuam para o entretenimento e formação cidadã da juventude preta residente no bairro. 

Acompanhe a programação no www.instagram.com/ccm.cultura

23/11 (seg), 19h - Instagram: Abertura do II Festival Odara com apresentação de Teatro de Bonecos Mamulengo
24/11 (ter), 15h -  Plataforma Zoom: Oficina de performance e produção de conteúdo audiovisual com bate-papo sobre Direito à Liberdade de Expressão, com Carol Xavier e Alvaro Oliveira.
26/11 (qui), 19h - Instagram: Live: Juventude preta e direito à vida: o aparato racista que promove o genocídio, com Lori Mafoany
27/11 (sex), 15h - Plataforma Zoom: Oficina de pagode baiano com bate-papo sobre Direito ao Lazer, com Ronald Castro e A Dama do Pagode. 
01/12 (ter), 19h - Instagram: Lançamento do concurso para votação virtual
03/12 (qui), 19h - Instagram: Live: Território e Direito à Cidade com o GP Direito à Cidade/UNEB
05/12 (sáb), 17h - Youtube: Encerramento com resultado do concurso e performances de Carla Lopes, Udi, Grupo de Capoeira Cultura Mística Luna e Negafya.

Mais informações: centromamulengo@gmail.com | (71) 99402-2661 / 9122-6261.