Paripe.net

Ocupação de leito clínico pediátrico para Covid-19 chega a 100% em Salvador

Imagem Responsiva


Salvador está com 100% de leitos clínicos pediátricos para a Covid-19 ocupados. A informação consta no último boletim da Secretaria de Saúde do Estado (Sesab) e foi repercutida pelo Secretário de Saúde municipal, Léo Prates, durante entrevista ao Jornal da Manhã, da TV Bahia, nesta segunda-feira (19).

"A gente está com leitos de enfermaria [pediátrica] em 100%. Lembrando que a criança que está no leito de enfermaria está em menor gravidade. Os leitos de UTI estão sob controle, com 59%, abaixo de 60%. Estamos atuando de duas formas. Agora verificando entre hoje e amanhã um número alto de pacientes crianças. Aumentamos, junto com a Sesab, o índice de saturação [da respiração] para 95%. A gente acaba trazendo mais pessoas para entender precocemente, principalmente as nossas crianças", disse.

Segundo Prates, 10 novos leitos de clínicos pediátricos serão aberto em Salvador. "Ampliamos. Devo assinar aditivo do contrato com [Hospital] Martagão Gesteira colocando à disposição da sociedade mais 10 leitos clínicos", detalhou.

Apesar de 100% da ocupação dos leitos clínicos, o secretário garantiu que não vai faltar atendimento para as crianças que estejam com sintomas ou diagnosticadas com a Covid-19.

"Todas as crianças têm sintomas respiratórios agudos, coronavírus é um tipo de doença respiratória que se manifesta os sintomas respiratórios, assim que descartado, ou confirmado, a criança recebe o tratamento adequado determinado pelos médicos. O que eu quero dizer a você é que não faltará atendimento às crianças", disse.

Apesar do último boletim registrar 59% de ocupação dos leitos de UTI pediátricos, Salvador já alcançou 70% de ocupação nesses leitos na semana passada. Na ocasião, o prefeito ACM Neto, demonstrou preocupação.

Nesta segunda-feira, o prefeito também falou sobre a ocupação total dos leitos de enfermaria.

"Nós não teremos colapso. Não faltará leito para atender as crianças. A prefeitura já preparou plano de contingência para implantar novos leitos caso necessário seja, para atender as crianças. Não vamos criar pânico", enfatizou.

Apesar do aumento de casos com crianças, o secretário Leo Prates informou que a média móvel de novos casos está estabilizada, assim como a média móvel de mortes, mas a população precisa manter os cuidados para evitar a disseminação da Covid-19.

"É preciso ressaltar para as pessoas que a pandemia não passou. Não queremos fechar tudo por causa de uma segunda onda da pandemia, uma segunda onda em Salvador pode ser avassaladora", concluiu.

Fonte: G1 BA