Paripe.net

Prefeito inicia primeiro dia de trabalho no Subúrbio Ferroviário após posse

Imagem Responsiva


Prefeito inicia primeiro dia de trabalho no Subúrbio Ferroviário após posse
Foto: Valter Pontes / AGECOM

O primeiro dia após a posse para a segunda gestão foi de bastante trabalho para o prefeito ACM Neto nesta segunda-feira (2) e seguiu a dinâmica da administração anterior: ir às ruas para acompanhar obras e ouvir demandas da população. O Subúrbio Ferroviário foi o local escolhido para o início das atividades, pela manhã, com a realização de vistorias das obras de requalificação da Rua Almeida Brandão, em Plataforma, e da urbanização da Comunidade Guerreira Zeferina, antiga Cidade de Plástico, em Periperi. As visitas contaram com as presenças do vice-prefeito Bruno Reis, secretários e técnicos municipais. À tarde, a agenda acontece no gabinete e inclui reuniões com secretários.  
 

“É fundamental para qualquer prefeito estar perto dos problemas e discutindo com a comunidade. Estamos aqui hoje vistoriando obras que a Prefeitura vem realizando em uma área pobre da cidade e que aguardava essas intervenções há muito tempo. Aproveito também para trazer toda a equipe para adotar desde já novas providências”, salientou ACM Neto. Ele complementou ainda que, também nesse segundo mandato, haverá presença constante da Prefeitura diretamente nas áreas mais necessitadas, com presença de toda a equipe municipal.
 

A requalificação de 3,2km da Rua Almeida Brandão segue uma antiga reivindicação da comunidade para facilitar o acesso entre os bairros de Plataforma e Itacaranha, servindo também como via alternativa à Avenida Afrânio Peixoto (Suburbana). As obras já estão 20% concluídas e, neste momento, já foi realizada a pavimentação de 400m de pista com piso intertravado, além de abertura de leito de pista e implantação de rede de drenagem e alvenaria de pedra. As ações foram iniciadas no trecho do Recanto 5, que estava interditado devido ao rompimento do talude que trazia sérios riscos aos moradores.
 

A ação faz parte da primeira etapa de requalificação dos trechos de orla de Plataforma e Itacaranha, locais que há mais de três décadas não recebiam qualquer intervenção do poder público, seja na drenagem ou na pavimentação. Para a requalificação da Almeida Brandão, são investidos R$ 11,6 milhões com recursos dos cofres do município. O projeto é da Fundação Mário Leal Ferreira (FMLF) e as obras são realizadas pela Secretaria Municipal de Obras, Infraestrutura e Habitação, sob a coordenação da Casa Civil.
 

As melhorias contemplam a construção de um novo sistema de drenagem, pavimentação em piso intertravado – mesmo implantado na Barra, Rio Vermelho e São Tomé de Paripe –, contenção em alvenaria de pedra ao longo de toda a rua, incluindo bancos nas áreas mais baixas para contemplação da baía, rampas e piso tátil para acessibilidade, além de novas iluminação e paisagismo. Os chamados “recantos” – cinco áreas de convivência da população - ganharão parque infantil, academia de ginástica, bancos e mesa de jogos, o que motivará os moradores a voltar a ocupar o espaço público.
 

Obra social - Com a fase de terraplanagem concluída, a urbanização da Comunidade Guerreira Zeferina entra na fase de demarcação do terreno para construção das unidades habitacionais e demais estruturas previstas para o local, como escola, posto de saúde e centro de convivência. “A obra avança em um bom ritmo e, quem viu como era este local no passado e vê a situação hoje já fica impressionado, principalmente pela importância dessa ação, em termos sociais, para a população do Subúrbio”, complementou o prefeito.
 

O processo de urbanização foi iniciado há quase três anos, sob a coordenação geral da Casa Civil e projeto urbanístico desenvolvido pela Fundação Mário Leal Ferreira (FMLF) em conjunto com moradores, após realização de reuniões e oficinas na localidade. A ação vai impactar cerca de 300 famílias que viviam em condições precárias, sem moradias dignas, esgotamento sanitário, abastecimento regular de água ou rede elétrica.
 

Com mais de 20 mil m², a iniciativa conta com investimento total de R$21 milhões, sendo R$17 milhões para as obras. Serão construídas 257 residências, sendo 237 apartamentos de 2 e 3 quartos e um prédio em formato de sobrado com 20 unidades habitacionais com dois quartos com adaptações de acessibilidade. Além disso, serão erguidos outros equipamentos públicos, como creche e unidade de saúde, e dez estabelecimentos para movimentar o comércio da comunidade.
 

O restante dos recursos são aplicados no trabalho social desenvolvido com a comunidade, incluindo relocação das famílias por meio de Aluguel Social até conclusão da urbanização. Além disso, é realizado acompanhamento social englobando atualização cadastral, oferta de qualificação profissional das pessoas com base em estudos realizados com a própria comunidade e a oferta de ensino profissionalizante com parceiros, bem como o estimulo à convivência social e familiar.