Paripe.net

Prefeituras-Bairro suspendem atendimentos por tempo indeterminado

Imagem Responsiva


Por medida restritiva para evitar o avanço do coronavírus na capital baiana, as Prefeituras-Bairro tiveram as atividades suspensas por tempo indeterminado a partir desta segunda-feira (23). Das 10 unidades administrativas da cidade, apenas a de Valéria está atendendo à população e só com o serviço de dispensação de medicamentos para suprir a demanda da região. O local está operando em horário reduzido, de 8h às 14h. O cidadão que precisar fazer a retirada de medicamentos em outros locais tem como opções as unidades básicas de saúde da cidade.  

A suspensão integral dos atendimentos nas Prefeituras-Bairro atinge as unidades Centro/Brotas, Subúrbio/Ilhas, Cajazeiras, Itapuã, Cidade Baixa, Barra/Pituba, Cabula/Tancredo Neves, Pau da Lima e Liberdade/São caetano. A população será informada com antecedência quando os espaços retomarem as atividades. "É um movimento de precaução, que visa preservar a integridade tanto dos funcionários quanto da população. Pedimos aos cidadãos que permaneçam o máximo possível nas suas residências para se precaver e evitar a disseminação do vírus", ressaltou o titular da Secretaria Geral de Articulação Comunitária e Prefeituras-Bairro, Luiz Galvão. 

Restrições - Além das restrições no funcionamento dos órgãos públicos municipais, dentre as ações da Prefeitura para evitar a proliferação do Covid-19 na cidade está a restrição no funcionamento de bares e restaurantes, que não poderão, a partir de quarta-feira (25) e por um período inicial de 15 dias, servir alimentos ou bebidas dentro dos estabelecimentos. 

Os bares e restaurantes só poderão funcionar se for para entregas delivery ou se o cliente fizer o pedido por telefone e se dirigir ao estabelecimento apenas para retirar o alimento. A partir de quarta (25), os templos religiosos em Salvador também terão que suspender o funcionamento. 

No último sábado (21), shoppings centers, centros comerciais e praias também foram fechados pelo prazo inicial de 15 dias. A determinação aconteceu três dias após escolas, universidades, academias, parques e equipamentos culturais fecharem as portas em cumprimento ao decreto de enfrentamento à pandemia.