Paripe.net

Sem acordo com patrões, rodoviários não descartam greve da categoria

Imagem Responsiva
Imagem Responsiva
Imagem Responsiva
Imagem Responsiva
Imagem Responsiva


Sem acordo com patrões, rodoviários não descartam greve da categoria
Foto: Reprodução | Paripe.net

Sem acordo com patrões, os rodoviários não descartam uma greve da categoria, segundo afirmou o Sindicato dos Rodoviários da Capital nesta quarta-feira, 8. Uma paralisação pode ser organizada na próxima semana se o impasse entre a categoria e os donos das empresas de ônibus não acabar.


Após reunião entre a categoria e o Sindicato das Empresas de Transporte de Salvador (Setps) que aconteceu nesta terça, 7, e terminou sem acordo, o grupo espera até a próxima segunda-feira, 13, para iniciar as ações de reivindicações.


"Vamos esperar até a próxima semana, momento que consideramos o mais propício para a iniciar o nosso movimento. Dentre ações do nosso protesto, não está descartada a paralisação geral", explicou Daniel Mota, diretor de comunicação do Sindicato dos Rodoviários. Segundo ele, não há nenhuma outra rodada de negociação agendada. A esperança é que, até a próxima segunda, os empresários apresentem alguma proposta.


Na semana passada, os rodoviários ficaram nas garagens das 4h às 8h, no primeiro ato da atual reivindicação.


De acordo com os rodoviários, o patronato está descumprindo o acordo coletivo em questões como demissão, pagamento de FGTS e punições nas garagens, escalas de trabalho e hora extra.


Jorge Castro, diretor do Setps, alega que as empresas passam por complicações financeiras e algumas estão sem dinheiro para pagar o FGTS. Os trabalhadores cobram também uma definição sobre o pagamento da bonificação de Carnaval.

 

Imagem Responsiva










Imagem Responsiva