Paripe.net

Escolab Subúrbio 360 adapta atividades para ambiente virtual

Imagem Responsiva


Mesmo com o isolamento social provocado pela pandemia de Covid-19, a Escola Laboratório (Escolab) do Subúrbio 360, em Coutos, prossegue com as atividades educacionais de uma maneira diferente: através do ambiente virtual. Para isso, foi montada uma estrutura especial para transmissão das aulas on-line, garantindo assim a educação integral para os 600 alunos atendidos, distribuídos em 22 turmas. Além disso, a instituição disponibiliza aulas abertas para o público em geral, através do canal do Subúrbio 360 no YouTube.

"Criamos um estúdio dentro da Escolab, onde os professores gravam as aulas. Esses conteúdos contemplam aqueles que são abordados nas aulas da escola regular, que estão sendo oferecidas através da TV. Após a avaliação da coordenação pedagógica, as aulas são inseridas no canal do YouTube. Geramos um link do canal e enviamos, via WhatsApp, para os grupos de mães da comunidade", explicou a professora de Jogos e Linguagens Escolares do projeto, Ivana Magalhães.

O projeto consiste na formação integral de alunos de comunidades carentes da região do Subúrbio Ferroviário. Com um formato de educação inovador, dinâmico e informatizado, a Escolab tem como objetivo diminuir a evasão escolar, favorecendo a cultura, lazer, esporte, criatividade, interação com fomentos tecnológicos e incentivos ao empreendedorismo.

A coordenadora pedagógica e vice-gestora do Escolab Subúrbio 360, Aline Ribeiro ressaltou a importância da educação integral. "É um resgate da cidadania. Ela transforma a vida dessas crianças, principalmente por se tratar de comunidades humildes de recursos e com muitas carências. Concordamos que nossos alunos estão em uma fase de muita energia e cheios de ideias, então nessa hora precisamos estar presentes e engajá-los em um projeto que eles se percebam como protagonista e estabeleçam relação de pertencimento, ampliando suas possibilidades e ganhando espaço na sociedade," afirmou.

Realização – Comunicativa e desinibida, Ana Caroline não nasceu, estreou. A garota de sete anos, moradora da região no Subúrbio, deseja ser bailarina. Estudante do 2° ano do ensino fundamental da rede municipal, a pequena Carol, como é conhecida entre amigos e familiares, tem realizado este sonho como uma das alunas do projeto.

A mãe de Carol, Eliana Mangueira, se emociona ao falar da alegria de ver a criança praticando aulas de balé, teatro, artes e pintura, dentre outras atividades. "Eu não teria condições de pagar e vejo a felicidade de minha filha em participar dessas aulas. Antes da pandemia do coronavírus, já a vi no palco, se apresentando. Foi lindo", disse. 

Funcionamento – A Escolab funciona no contraturno da escola regular. Os alunos participam de encontros de segunda a sexta, perpassando por seis eixos norteadores: Jogos de linguagem (desenvolvem a capacidade de criação e interpretação); Jogos de raciocínio lógico (resolvem situações-problema para desenvolver o raciocínio lógico) e Cultura global (exploram o conhecimento do mundo, da cultura e idioma, além de integrar elementos culturais da cidade).

Também há aulas de Experimentação científica (permite que o aluno sinta-se um pesquisador); Experimentação artística (espaço que oferece música, teatro e dança); e Práticas esportivas (estimular práticas esportivas, permitindo o conhecimento de vários tipos de esportes).

Ivana completou que a Escolab possui várias linhas de aprendizagem, trabalhadas de forma dinâmica e lúdica.  "O projeto potencializa e complementa o aprendizado da criança. Não é uma escola de tempo integral, é de educação integral. Nós reforçamos o conteúdo que a criança aprende na escola regular", disse.  

Aulas abertas – Desde a segunda-feira (15), a Escolab Subúrbio 360 vem disponibilizando aulas abertas ao público através do canal da instituição no YouTube.   O público pode participar de oficinas de capoeira, jiu-jitsu, taekwondo, karatê, balé, futsal, zumba, dança e teatro, por meio dos vídeos que serão postados sempre de segunda a sexta-feira, às 18h.

Conforme a gestora da instituição, Celma Vitória, as atividades são destinadas aos alunos matriculados na instituição e para o público em geral que desenvolva interesse pelas atividades disponibilizadas por meio do canal. "Desde a inauguração do Subúrbio 360, atendemos, em média, mais de 4 mil pessoas entre crianças e adultos. Nossa pretensão é manter esse vínculo e criar contato com os novos membros também", destacou.

Morador da região, José Cosme avalia a atividade como uma excelente iniciativa. "O Subúrbio 360° foi a melhor coisa que aconteceu nos últimos anos na periferia ferroviária de Salvador", avaliou.