Paripe.net

Prefeitura entrega segunda etapa da Guerreira Zeferina neste sábado (26)

Imagem Responsiva


Depois das primeiras 125 unidades habitacionais, inauguradas em abril de 2018, os moradores da comunidade Guerreira Zeferina, em Periperi, no Subúrbio Ferroviário, terão o sonho completamente realizado neste sábado (26), com a entrega de novos 132 para famílias da antiga invasão chamada de Cidade de Plástico, que existia no local. A solenidade, comandada pelo prefeito ACM Neto, aniversariante do dia, acontece no próprio conjunto habitacional, situado na Rua Engenheiro Agenor de Freitas de Periperi, 437, em Periperi (entre a linha do trem e o mar), a partir das 10h.

Com investimento total de R$ 22,1 milhões oriundos de recursos próprios da Prefeitura, a construção do conjunto habitacional, aliada à urbanização local, está promovendo uma verdadeira transformação na vida dos moradores, que antes viviam na invasão em barracos de madeira, lona e plástico, sem energia, saneamento básico ou dignidade, em meio à sujeira e aos ratos. A iniciativa transformadora faz parte do conjunto de ações do programa municipal Salvador 360, eixo Investe.

Nesta segunda e última etapa, a outra parte da estrutura a ser entregue engloba, além dos novos 132 apartamentos, o centro comunitário do conjunto habitacional, mais quatro quiosques, um parque infantil, uma academia de saúde e um espaço de lazer e convivência. 

Na primeira etapa, além dos primeiros 125 imóveis, já haviam sido entregues em abril do ano passado a Escola Municipal Guerreira Zeferina, campo de futebol, miniquadra, três quiosques, espaço de convivência e lazer, calçadão de acesso à praia, deck e estacionamento.

Os apartamentos são de dois ou três quartos, distribuídos em dez prédios – 20 dessas moradias foram adaptadas para pessoas com deficiência. O conjunto, inclusive, já entrou na era tecnológica: através de um acordo de cooperação com a Coelba, ganhou um sistema de geração solar fotovoltaica de energia elétrica. A ação beneficia as residências, a creche e outras unidades da administração municipal no local.

Processo – Sob a coordenação da Casa Civil, o Conjunto Habitacional Guerreira Zeferina teve o projeto urbanístico desenvolvido pela Fundação Mário Leal Ferreira (FMLF), em conjunto com os próprios moradores. As obras foram executadas pela Secretaria Municipal de Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra), através da Superintendência de Obras Públicas (Sucop).

O processo envolveu o cadastramento e relocação das famílias. Durante o período de obras, todos receberam acompanhamento social supervisionado pela Secretaria Municipal de Promoção Social e Combate à Pobreza (Semps).

As atividades envolveram a concessão de Aluguel Social enquanto as famílias aguardavam os novos apartamentos e capacitação profissional, com cursos gratuitos de iniciação a eletricistas, iniciação a pedreiro, produção de salgados e folheados, de fotografia e vídeo, além de formação de liderança. A ação, inclusive, permitiu que alguns beneficiários conseguissem ser selecionados para fazer parte da mão-de-obra para construção do empreendimento.